Bem vindo

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Visitantes: 1266802
 
 


 

Literatura



Escritor: HORÁCIO DE ORNELAS BENTO DE GOUVEIA

Nasceu em 5 de Setembro de 1901, freguesia de Ponta Delgada, S. Vicente, Ilha da Madeira, na Casa do Ladrilho – a actual Casa-Museu.

Depois de terminar o Curso Complementar de Letras, no Liceu do Funchal, foi para Lisboa, e só terminou a licenciatura em Ciências Históricas e Geográficas em 1930.

Ainda nesse ano obtém o Cartão de Identidade de Jornalista do «Diário da Madeira», do Funchal, como redactor.

Em 1932 publicou um opúsculo intitulado «Aspectos Histórico-Geográficos da Ilha da Madeira»; em 1933, saiu um outro trabalho de sua autoria, «Páginas de Jornalismo», com prefácio do Prof. Dr. Hêrnani Cidade; em 1935, em Alcobaça onde foi professor desde 1932 a 1936, foi também nomeado presidente da Comissão de Iniciativa de Alcobaça, e em 1936 foi nomeado Presidente da União Nacional do concelho da mesma. Ainda nesse ano editou um opúsculo «Alcobaça Monumental Touristique».

 
Em 1937, foi professor nos liceus de Gil Vicente e D. João de Castro em Lisboa. A partir de 1947 fixou-se definitivamente no Funchal e passou a professor efectivo no Liceu de Jaime Moniz.

1941 – publicou «Aspectos da Moderna Literatura Brasileira»
1949 – 1ª obra de ficção «Ilhéus»
1951 – publicou «Um tudo nada de Filosofia: o Homem e o Diário»
1953 – foi o orador na conferência «O Homem, A Música e O Ambiente»
1959 – 2º romance de ficção «Lágrimas Correndo Mundo»
1963 – 3º romance «Águas Mansas»
1966 – publicou o livro de crónicas «Canhenhos da Ilha»
1972 – escreveu um livro de contos e crónicas da Ilha «Alma Negra e Outras Almas»

A sua obra literária não pára, a par da colaboração sempre regular para os jornais locais, e outras actividades radiofónicas e televisivas – programas sobre a Língua Portuguesa, principalmente.

1976 – a sua melhor obra de ficção «Ilhéus» na sua 3ª edição, mas desta vez com o título original de «Canga». Aos 75 anos de idade deixou definitivamente o ensino oficial.
1979 – outro romance «Torna Viagem»
1980 – 1º romance urbano - «Margareta»
1982 – escreveu o seu último romance - «Luísa Marta» que só foi publicado em 1986

A Câmara Municipal do Funchal homenageou o escritor em sessão solene, em 1980, atribuindo-lhe a medalha de ouro da cidade.

Colaborou em muitos jornais desde a juventude: «Diário de Notícias»; «Diário da Madeira»; «O Açoreano Oriental», «Os Novos», o «Jornal da Madeira»; «Eco do Funchal»; «Voz da Madeira» e ainda, «Diário de Notícias» e «Diário Popular» de Lisboa.

A 23 de Maio de 1983, morreu no Funchal, e é a partir daí que a sua “velha casa” se vai tornar em Casa-Museu, conforme promessa feita por sua filha.

 
Colabore com o Ama-lingua:  Email
 

St Michaels Federal | Abel´s Family Cleaning | Gilberts Jewelers | Larnet | Eduardo Costa | Júlio Silva Castro |